CONTRAF propõe ampliação do Projeto Piloto de Segurança para BH

27/07/2015 - 15:15

CONTRAF propõe ampliação do Projeto Piloto de Segurança para BH

seguranca_bancaria.jpg

Reprodução

Oprojeto-piloto de segu-rança bancária, experi-mentado em Recife, Olinda e Jaboatão dos Guarara-pes, será ampliado para Belo Horizonte, por indicação da Contraf-CUT, e para outra localidade a ser definida pela Fenaban. Essa foi a principal resolução da retomada da mesa temática de Segurança Bancária, realizada na sede da entidade patronal, em São Paulo, no dia 13/07. 

Durante o encontro, a Contraf-CUT, federações e sindicatos reivindicaram a ampliação do projeto piloto de segurança nas agências de negócio localizadas em Shoppings.

A Fenaban respondeu positivamente à reivindicação dos bancários de realização de dois novos projetos de segurança bancária, nos moldes da experiência realizada. Porém, ficaram de consultar os bancos sobre o acréscimo de itens de segurança não testados nestas localidades, como é o caso dos Pabs, agências de negócios e as localizadas nos shopping centers. A data para o início dos projetos ainda não foi definida.

"Queremos caminhar para a construção de um projeto que seja definitivo e estabelecer cronograma para a implementação em todo o país", destaca Gustavo Machado Tabatinga Júnior, secretário de políticas sindicais da Contraf-CUT e coordenador do Coletivo Nacional de Segurança Bancária.

Segundo José Carlos Bragança, representante da Fetrafi-MG, a escolha de Belo Horizonte amplia o projeto e pode fazer a cidade avançar nesta questão: "Em Minas, há uma lei estadual que não é cumprida, será a oportunidade de colocar esse debate para a sociedade e aumentar a segurança para os bancários, vigilantes e clientes", afirma.

Em que consiste o projeto piloto de segurança? Consiste em uma conquista da Campanha Nacional de 2012, testa itens de segurança para a prevenção de assaltos, como porta-giratória com detector de metais instalada antes do auto-atendimento, câmeras internas e externas monitoradas fora do local, biombos em frentes aos caixas, guarda-volumes e vigilantes armados com coletes balísticos. Com prazo de teste de 90 dias, atualmente, o projeto está em andamento em 209 agências das cidades de Recife, Olinda e Jaboatão dos Guararapes.

Comentar

CAPTCHA
This question is for testing whether or not you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
3 + 0 =
Resolva este problema matemático simples e digite o resultado. Por exemplo para 1+3, digite 4.
Atualizar Digite os caracteres que você vê nesta imagem. Digite os caracteres que você vê na imagem acima; se você não conseguir lê-los, envie o formulário e uma nova imagem será gerada. O sistema não diferencia maiúsculas de minúsculas.  Switch to audio verification.

Comentários recentes

Newsletter

Mantenha-se informado com nosso boletim online

Denuncie