Fora Temer, Diretas já

Há um ano a democracia do Brasil sofre ataques e os brasileiros querem o País de volta, forte, com inclusão social, desenvolvimento econômico, criação de empregos. Para isso, é fundamental a saída de Michel Temer da Presidência da República, o que os trabalhadores cobraram no dia 24 de maio, em Brasília. 

Banco do Brasil afirma que não prorrogará VCP dos funcionários

Em mais uma das rodadas de negociação sobre a reestruturação entre a Contraf-CUT e o Banco do Brasil, o banco afirmou que não prorrogará a Vantagem de Caráter Pessoal (VCP) – verba que garantia o complemento salarial dos funcionários prejudicados pela reestruturação que extinguiu e cortou milhares de cargos no BB.

CCJ do Senado aprova “PEC das Diretas”

A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado aprovou, por unanimidade, na manhã desta quarta-feira (31), o parecer favorável do senador Lindbergh Farias (PT/RJ) à proposta de Emenda à Constituição (PEC) 67/2016, de autoria do senador José Antonio Machado Reguffe (sem partido/DF), que prevê a realização de eleições diretas para presidente da República no ca

Mais de 100 mil gritaram “Fora Temer” em Copacabana

O ato-show para exigir a saída do presidente Michel Temer e a realização de eleições diretas para substitui-lo reuniu mais de 100 mil pessoas na praia de Copacabana no domingo (28). A atividade, que começou por volta das 11h e foi até as 18h30, reuniu intelectuais, músicos, atores, parlamentares, lideranças sindicais e de movimentos sociais.

O Bradesco distribuiu a alguns funcionários comunicado de “circulação interna restrita”, no qual enaltece retrocessos implementados pelo governo Temer. 

A"Chapa 1 – A Chapa das Bancárias e dos Bancários"  venceu as eleições para a renovação da direção do Sindicato dos Bancários de Belo Horizonte e região. A votação aconteceu durante os dias 23, 24 e 25 de maio e reelegeu a bancária da Caixa, Eliana Brasil, como presidenta, com 80,45% dos votos válidos..

No dia 24 de maio o juiz Henrique Macedo de Oli-veira, responsável pela Ação Civil Pública sobre os desconto da Greve do Dia 28 de abril, na Caixa Econômica Federal, proferiu  sentença favorável à devolução dos descontos efetuados. A Caixa deverá devolver o valor o desconto em até 20 dias, sob pena de multa de 3 vezes o valor descontado em prol de cada trabalhador. O Sindicato também ingressará com ACP para os bancários do BB. 

Comentários recentes

Newsletter

Mantenha-se informado com nosso boletim online

Denuncie